Mais Notícias da Equipe Brasileira na Argentina

03/12/2007 - Publicado por: CC - Categoria: Geral - Tags:

Hoje Sbado 6:30 da manh do dia 01/11 e chove muito, uma beno p/ este lugar to seco. Para ns veio em boa hora. Uma tormenta est sobre a cidade com muitos rios e troves. O vento voltou na direo Oeste por algumas horas fazendo com que houvesse + 1 prova vlida, ou seja, totalizando 2 provas vlidas em 8 possveis. Ainda no temos os resultados. Na primeira prova levei um bom tempo p/ me acostumar com o lugar e conseguir regular minha selete. Bombava falhado ns estvamos sempre baixo na cordilheira e eu ficava solto na selete, o que me custou alguns colapsos. Alguns ajustes e consegui ficar confortvel, agora vamos pro pu. Todos estavam sendo conservadores, explorando aos poucos e entendo como a montanha funcionava. Contrariando a estratgia de todos, decidi arriscar neste primeiro vo, afinal a expectativa era de se ter 8 provas e para a pontuao geral contaria somente os 4 melhores vos de cada piloto, ento fui sozinho na frente e pelo flat no km 40, deciso essa que me deu uma vantagem de 2 trmicas na frente de todos, mas logo cometi um erro bsico, me empolguei dispensei uma trmica fraca e ca com 70km de vo. Neste momento, os pilotos que estavam sobre a serra alcanavam bases de at 4000mts do mar e 2800 do cho. O restante da equipe mandou bem p/ o primeiro vo no lugar e no afinaram p/ a condio. Ontem 30/12, o vento estava novamente de cauda e todos estavam prontos na rampa e aguardando alguma trmica ou condio mudar o vento. A organizao criou uma condio p/ as provas serem validadas, que era ter pelo menos 30min de vento de frente p/ que pudssemos decolar. Um alemo marrento tentou decolar de alpina com seu Stratus 7/Swing numa calada do vento e o resultado foi uma bela rolada por cima de muitas pedras. Quando a equipe brasileira decidiu que no era seguro decolar e voar naquela condio(rotor da montanha), bateu uma breve rajada de vento com trmicas, de frente na rampa e uns 5 pilotos decolaram. Mas mesmo assim a prova foi cancelada. A princpio outros pilotos que j estavam voando se mostraram contrrios a deciso, mas ela se mostrou correta. No decorrer da tarde de costume neste lugar entrar um vento de NE que deita as rvores e neste dia no foi diferente. Um piloto estava a mais de 2000mts do cho e ao sair da trmica desceu numa descendente a 9.8m/s e quando ele decidiu pousar ele encontrou a marcha r do seu Boomerang 5. Ainda sim, em meio a pancadaria consegui pousar sem problemas. Vocs se lembram do alemo marrento??? Pois , foi colhido pelo vento e pela condio punk turbo. Tomou alguns colapsos alto e mais baixo negativou sua vela. O russo Nicolay gritava reserva, reserva e bem prximo do cho a vela se abriu e o alemo pousou sem maiores problemas. Me deu uma vontade de ter voado, hehehe.... Argentina/Carpintera.... o que dizer dessa terra. Espetacular em todos os sentidos... Povo simples e muito amvel, fizemos boas amizades por aqui. Para mim difcil de assumir minha condio de GRINGO, afinal onde moro estou acostumado a receb-los e no ser um deles. Pena que o vento no deu trgua e sempre teimava em ficar na direo NE / N, sendo que o melhor seria NW / W. Se Deus no permitiu os to sonhados vos, algum propsito teve e algumas repostas foram alcanadas. Chegamos aqui, como grupo e estamos saindo como grupo. Um apoiando o outro e dando fora no vo e fora dele. Clima muito bom no hotel e nas decises a serem tomadas em grupo. Agradecemos a ABP e ao ME(Ministrio dos Esportes) pelo apoio. Sem eles participar desta competio seria impossvel. Que venha a prxima competencia... Adis hermanos.... Salud e suerte...

ABP - Associação Brasileira de Parapente - Copyright 2021 © Todos os direitos reservados.
CNPJ: 05.158.968/0001-64